Em ano de centenário, o Teatro Nacional São João (TNSJ) viu-se obrigado a suspender a festa por força das circunstâncias, mas decidiu guardar os presentes para espectadores muito especiais. Nos dias 2, 3 e 4 de Julho, os profissionais de saúde e da protecção civil poderão assistir a uma apresentação gratuita e exclusiva de Castro, a nova produção da casa e primeira encenação de Nuno Cardoso enquanto director artístico da instituição

 

 

A peça, que se estreou em Março no Teatro Aveirense, é “uma tragédia renascentista portuguesa, de António Ferreira, que relata o drama histórico (e lendário) do amor vivido entre Pedro e Inês”, descreve o comunicado de imprensa. Além disso, marca também a estreia do elenco “quase” residente há muito desejado pelo TNSJ, constituído pelos actores Afonso Santos, Joana Carvalho, João Melo, Maria Leite, Mário Santos e Rodrigo Santos. 

As três sessões gratuitas para profissionais de saúde e da protecção civil representam um “gesto de reconhecimento pelo empenho na luta diária contra a pandemia” e contemplam, ainda, os espectadores que sejam detentores do cartão Amigo do TNSJ. Quem pretender assistir a uma das sessões, deverá reservar o bilhete por telefone (223 401 951, Seg-Sex 10.00-13.00/14.00-18.00) ou e-mail ([email protected]). 

Castro segue, depois, para o Festival de Almada entre 9 e 11 de Julho, e regressa ao TNSJ entre 20 de Agosto e 12 de Setembro, já inserido no calendário da rentrée. A reabertura efectiva do Teatro Nacional de São João vai realizar-se com lotação máxima de 200 pessoas, dois lugares de intervalo entre espectadores ou grupos de espectadores coabitantes, desinfecção de salas e espaços comuns antes e após o espectáculo. O uso de máscara é obrigatório e há gel desinfectante em vários pontos do edifício.

Fonte: Timeout

Teatro Nacional São João oferece bilhetes a profissionais de saúde e protecção civil

Blog |